Atendimento Fraterno: ouvindo com o coração

O Atendimento Fraterno é uma atividade comum na grande parte das Casas Espíritas, podendo ter nomenclaturas diferentes como Recepção Fraterna ou Atendimento Espiritual.

Mas, afinal, o que é esse serviço tão procurado por pessoas que desejam dividir suas inquietações?

Antes de mais nada, é importante explicar o que não é o Atendimento Fraterno: não é terapia, atividade que só pode ser exercida por um profissional da área de psicologia, não é um confessionário, não é uma “consulta” com espíritos desencarnados que darão respostas às dúvidas da pessoa que é atendida.

Agora que você já sabe o que não é, siga na leitura e descubra o que é o Atendimento Fraterno (AF) e como funciona no Centro Espírita Gabriel Ferreira, o Gabi (localizado na zona norte de São Paulo).

Atendimento Fraterno: ouvindo com o coração

Existe mais de uma maneira de explicar o que é o Atendimento Fraterno. Vamos ver algumas delas:

  • Atendimento que visa ouvir pessoas que estejam passando por situação que causa desconforto ou desequilíbrio;
  • Como o próprio nome indica, é um encontro, no qual se atende fraternalmente àquele que tem qualquer tipo de carência;
  • Tarefa que busca receber bem, orientar com segurança, esclarecendo o indivíduo à luz da Doutrina Espírita.

Tendo em vista que o Espiritismo nos propõe o despertar da consciência para aprendermos com os erros, evitando repeti-los e vivendo de modo mais equilibrado, o Atendimento Fraterno proporcionará reflexões que, dependendo da escolha da pessoa atendida, poderá levar a uma mudança de postura frente a vida e ao conflito que ela possui.

Obviamente, não significa que essa mudança será imediata, mas paulatina, conforme a possibilidade de cada um em promover sua transformação, tendo como apoio a esclarecedora e reconfortante mensagem espírita.

Principais motivos que levam à procura pelo Atendimento Fraterno

São muitas as situações que podem levar uma pessoa a buscar apoio da instituição espírita, entre eles:

  1. Desencarne de entes queridos;
  2. Problemas familiares;
  3. Dificuldades materiais;
  4. Problemas afetivos;
  5. Doenças físicas;
  6. Problemas com vícios;
  7. Desequilíbrio emocional/psicológico;
  8. Desequilíbrio espiritual, podendo ser até mesmo obsessão.

Com tanta variedade de questões que chegam ao Atendimento Fraterno, é essencial que o Atendente esteja preparado para prestar esse auxílio fraternal. Por isso, podemos destacar que as principais características desses trabalhadores:

  • Preparo psicológico e doutrinário;
  • Conhecimento doutrinário;
  • Saber ouvir e ser discreto;
  • Boa moral e equilíbrio emocional;
  • Hábito da prece e do estudo.

Também é essencial que tenha conhecimento das atividades da Casa Espírita para poder dar o devido encaminhamento para o caso atendido. Por exemplo: encaminhar para o grupo de estudo, para uso da Bibliotea Circulante, etc.

Funções do Atendimento Fraterno

A forma de atendimento é sempre cordial, deixando o Atendido à vontade para falar, enquanto o trabalhador ouve com com ouvidos, olhos e coração.

Com muito tato, o Atendente evita que a pessoa fale de assuntos íntimos dos quais possam vir a se envergonhar ou arrepender posteriormente, mantendo-se conectado com o Alto durante o tempo que durar a entrevista – conduzindo-a para que não seja excessivamente longa.

Esse trabalho não se compromete a resolver problemas. Sua função é esclarecer e orientar segundo os preceitos da Doutrina Espírita, deixando a pessoa livre para fazer suas próprias escolhas – dentro do seu tempo!

Quanto ao Atendente é um instrumento de Deus e da Espiritualidade Maior , sendo uma espécie de facilitador para que a pessoa encontre seu caminho, conforme ensinado por Jesus: “Buscai e Achareis” e “Ajuda-te e o Céu te ajudará“!

O trabalhador jamais:

  • Promete curas, aceita gratificações ou faz revelações;
  • Estende o AF para fora da Casa Espírita (horário);
  • Diz à pessoa que está sendo atendida que está obsediada – se constatada obsessão orientará a pessoa normalmente e tomará as providências para que receba apoio espiritual;
  • Diz à pessoa que ela é médium – sendo constatado um desses casos, conduzirá
  • Atender em transe mediúnico Estimular abandonar o tratamento médico Estimular o atendido a falar mal de alguém

O Atendimento Fraterno No Gabi

O objetivo do Atendimento Fraterno é acalmar com palavras de conforto, incutindo a confiança em Deus e na Justiça Divina. Também estimula a fé e a confiança no futuro, sempre lembrando à pessoa atendida que ela deve “fazer sua parte”, se esforçando com bons pensamentos e outros meios para melhorar.

Se a pessoa desejar, é estimulado o conhecimento da Doutrina Espírita, altamente consoladora. Além disso, as pessoas são orientadas a manter tratamento médico físico e emocional, sempre que preciso.

Vale ressaltar que todo o atendimento é sigiloso, entre atendido e o colaborador do Atendimento Fraterno.

Se você deseja passar pelo Atendimento Fraterno do Gabi, entre em contato conosco (por e-mail ou WhatsApp) porque, durante a pandemia, o serviço é oferecido à distância. Quando retomarem as atividades presenciais, o atendimento será feito em nossa Casa Espírita, nos dias de reuniões públicas.

FALE CONOSCO

 

 

Deixe uma resposta